Tipos de Lipoaspiração


A lipoaspiração surge como uma das cirurgias plásticas mais procuradas entre as mulheres, quando o objetivo é remover gordura acumulada e modelar o corpo. Para quem a alimentação equilibrada e o exercício físico não é suficiente para atingir o aspeto idealizado, a lipoaspiração surge como uma das possíveis soluções. No mercado da estética e da cirurgia plásticas são variados os tipos de lipoaspiração disponíveis, que surgem no sentido de aprimorar esta cirurgia plástica no seu objetivo final. Pode assim optar-se por uma : lipoesculturalipoaspiração ultrassónica, vibrolipoaspiração, lipo tumescente, hidrolipo aspirativa ou hidrolipoclasia.

Tipos de Lipoaspiração

Tipos de Lipoaspiração

Lipoescultura

A lipoescultura é aconselhada a pacientes que têm excesso de gordura em determinada região e falta dela em outra. Podendo através da lipoescultura retirar gordura acumulado do sitio em que ela se encontra a mais e transferi-la para zonas de depressão. Essa gordura normalmente é reabsorvida pelo corpo na nova área e o resultado tende a apresentar um corpo bem modelado e com uma distribuição de gordura equilibrada. Tal como a lipoaspiração comum, esta técnica necessita de internamento, e de cuidados pré operatórios. A duração da cirurgia depende da quantidade de gordura e da área da remoção, podendo ao fim de quatro meses após a intervenção chegar-se a 80% de obtenção do resultado final.[widgets_on_pages id=”Widgets on Pages #1"]

Ultrassónica

A lipoaspiração ultrassónica é um procedimento que insere no corpo uma cânula para absorver a gordura, no entanto, a sua ponta é de ultrassom. A radiação do ultrassom serve para quebrar as células de gordura do tecido adiposo, fazendo com que esta fique liquefeita o que facilita a remoção da gordura excedente. Assim, é possível retirar mais gordura com menos traumas ao corpo.

A lipoaspiração ultrassónica é indicada para retirar pequenas quantidades de gordura excedente, podendo no entanto, repetir-se varias vezes o procedimento até chegar ao objetivo desejado. Como em todas as técnicas de lipoaspiração, também esta visa a remodelação do corpo e não a perda de peso, portanto, é fundamental que o paciente siga uma alimentação equilibrada e uma rotina de exercícios, para potencializar os resultados da intervenção.

Neste tipo de intervenção o pós-operatório é menos doloroso, porém os riscos são maiores já que o aparelho pode queimar a pele. O resultado final pode ser observado já no sexto mês, no entanto as pequenas cicatrizes podem levar até um ano para adquirir o tom desejado.

Vibrolipoaspiração

Um outro tipo de intervenção que tem como fim a remoção de gordura acumulada é a vibrolipoaspiração. Esta técnica utiliza um sistema de vibração nas cânulas facilitando a sua entrada na camada de gordura e a quebra das células. Com a vibração o trauma causado no tecido de gordura vai revelar-se menor, promovendo uma menor perda de sangue e uma recuperação mais rápida e menos dolorosa. Como este procedimento consegue-se remover a gordura que se encontra instalada junto a pele, protegendo a matriz de colagénio, o que favorece a retração dos tecidos.

Lipoaspiração - Lipo Tumescente

Lipoaspiração – Lipo Tumescente

Lipo Tumescente

Outra alternativa à lipoaspiração é a lipo tumescente. Esta é realizada por partes, levando a que a cirurgia feita seja menor, sendo por isso a recuperação mais rápida e menos dolorosa. Esta técnica difere das anteriormente mencionadas por usar no seu procedimento, apenas anestesia local e a injeção de solução tumescente que ajuda na quebra das células de gordura. Neste tipo de lipoaspiração, e devido ao facto de ser feita com anestesia local as quantidades de gorduras retiradas são pequenas.[w[widgets_on_pages id=”Widgets on Pages #2"]p>

Hidrolipo Aspirativa (HLPA)

Como hipóteses de escolha temos também a hidrolipo aspirativa, ou HLPA, com menos de meia década de existência surgiu como uma alternativa menos dolorosa, embora junto do público o conhecimento sobre ela seja ainda recente. Esta técnica resulta da junção de três outros tipos de lipoaspiração: a hidrolipocrasia, a lipoaspiração tradicional e a vibrolipoaspiração. A diminuição de dor que este procedimento implica advém da utilização do ultrassom. A recuperação do paciente após uma intervenção deste género revela-se mais rápida. Apesar de tudo, ela é realizada em varias sessões, onde se trata cada uma das partes do corpo que necessitam de intervenção, o que na verdade implica vários processos de recuperação. Esta técnica não é aconselhável para toda a gente, pessoas com hipertensão arterial ou diabetes são desaconselhadas a fazê-lo.

Hidrolipoclasia

Uma outra opção a lipoaspiração é a hidrolipoclasia neste tipo de tratamento injeta-se na área que necessita ser tratada uma solução composta de soro fisiológico e água destilada. Depois a zona do corpo em questão é tratada com uma sessão de ultrassom. A vibração do ultrassom impulsiona a agitação e rompimento das células de gordura, que depois são drenadas pelo organismo. O procedimento deve ser feito em sessões, variando o número necessário de pessoa para pessoa consoante a quantidade de gordura a ser tratada. Como é um procedimento que não implica curativos, não dói e não exige repouso o paciente pode fazer a sua vida normalmente, após a sessão.

Lipocavitação

Recentemente surgiu a lipoaspiração não invasiva, ou cavitação, que pelas suas características tem vindo a ser uma opção com muito procura. Não implica cirurgia, logo não exige cortes, curativos ou internamento. É uma técnica que utiliza os ultra-sons para “rasga” as células de gordura, levando à sua eliminação através da urina. Este tratamento é indolor apresentando uma série de vantagens quando comparado as atuais técnicas de remoção de gordura acumulada existente.

Comentários recentes...